quarta-feira, 4 de abril de 2012

A beleza das heroínas de Jane Austen (parte 2)

"A beleza de Elizabeth Bennet"
     Nenhum de nós vai dizer que Lizzie não era bonita, mesmo porque ela é a preferida das heroínas de Jane Austen e por conseguinte, a que conquistou o coração do famoso Mr. Darcy, então, noventa e nove entre cem leitores vão dizer que Elizabeth Bennet era bonita.
    Jane Austen diz que Lizzie tinha belos olhos (fine eyes), mas não cita a cor deles. Sabendo que os olhos castanhos estão na maioria da população, portanto comuns, supõe-se que os olhos de Elizabeth fossem castanhos, mas sem dúvida ela tinha um olhar encantador, talvez Jane Austen, com toda ironia que lhe era peculiar, citava esses "belos olhos" como um caráter de sua personalidade aguçada, observadora, um olhar sem dúvida, crítico e pronto a analisar e porque não dizer, julgar a seu modo.
     Os cabelos também não são comentados, mas não consigo ver uma Elizabeth loira ou castanha, pra mim ela era morena, de tez clara, como representaram Keira Knightly e Jennifer Ehle. Elizabeth Garvie fez excelente interpretação e tinha um belo olhar, mas acredito que os cabelos deveriam ser escuros. Que acham?
Elizabeth Garvie como Elizabeth Bennet, 
O&P 1980, com cabelos escuros
     O fato mais intrigante, é que nem mesmo o mais interessado, Mr. Darcy, achou que Lizzie fosse bonita à primeira vista, embora Mr. Bingley achasse o contrário:
...– Você está dançando com a única moça bonita do
salão – disse o sr. Darcy, olhando para a mais velha das meninas Bennet.
– Ah! Ela é a criatura mais bela que já contemplei! Mas há uma de suas irmãs, sentada bem atrás de você, que é muito bonita e, atrevo-me a dizer, muito agradável. Deixe-me pedir à minha parceira de dança que a apresente a você.
– De quem você está falando? – e dando meia-volta
olhou por um instante para Elizabeth, até que, atraindo-lhe o olhar, desviou o seu e disse com frieza: – Ela é aceitável, mas não é bonita o bastante para me tentar...,
(conversa entre Mr. Bingley e Mr. Darcy - "Orgulho e Preconceito"). Depois, conhecendo a beleza de sua personalidade firme não exitou em dizer que Lizzie era uma das mulheres mais bonitas que conhecia.
     Com certeza, como a obra nos mostra, Elizabeth não teve uma educação tão esmerada como era de se esperar à alta sociedade inglesa daquela época: não tocava bem o piano, não desenhava, não possuía um andar elegante como da Srta. Bingley e talvez tivesse alguns modos simples, como o fato de não se importar em estar com os cabelos desalinhados e as botas enlameadas quando visitou Jane em casa dos Bingley. Isso mostrou a Mr. Darcy uma mulher autêntica. A beleza que tinha era aquela que todos podiam ver.



Foto: austenprose.com (modificada)




Outros tópicos desta série:
"A beleza das heroínas de Jane Austen":
1- Estética
2- Elizabeth Bennet 
3- Jane Bennet
4- Elinor Dashwood
5- Marianne Dashwood
6- Anne Elliot
7- Emma Woodhouse
8- Fanny Price
9- Catherine Morland
10-Mary Bennet

8 comentários:

  1. Patricia,

    sempre tive para mim que os cabelos de Lizzy eram escuros, não necessariamente negros como a asa da graúna, mas escuros!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Raquel, amei esse "não necessariamente negros como a asa da graúna", também achei que os cabelos de Elizabeth Garvie ficaram um tanto escuros demais, mas foi só pra ilustrar e brincar um pouco; acho que é minha falta de habilidade com o Photoscape... Abçs.

      Excluir
  2. Intrigante... Tudo indica que Elizabeth era bonita, mas Mr. Darcy só a considerou bela depois que a conheceu, conheceu sua personalidade. A resposta disso parece simples: orgulho ("...aceitável, mas não bonita o bastante para me tentar..."), porém o seu post abriu uma série de perguntas na minha cabeça!
    Mistérios de Jane Austen... hauhsahs

    Adorei o post! Agora eu vou tentar responder essas perguntas hauhaush
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Patrícia, acho que isso Jane Austen intencionou mas não falou, deixou pra gente descobrir. Interessante como alguém comum pode cativar e outra cheia de beleza pode decepcionar depois de uma certa convivência. Já aconteceu com vc? Como já. Abçs

      Excluir
  3. Gostei muito do post. Sempre imaginei que a Jane Bennet era excessivamente bonita, mas Lizzie tinha algo diferente que a tornava especial. Ela tinha personalidade forte e não se importava muito com o que outros acharia dela. Há pessoas que aparentemente não são "bonitas", mas o jeito dela SER faz com que seja a mais linda que ja vimos. :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Line Camila, é como eu penso. Principalmente pelo fato de Mr. Darcy ser muito paparicado e cogitado, quando encontrou alguém que não se importava em agradá-lo e falava coisas que talvez ele precisasse ouvir, se encantou. Abçs

      Excluir
  4. Olá, Patrícia,

    Você tem feito um excelente trabalho neste blog. Sou grande fã de Jane Austen e, por isso, sempre me alegro ao encontrar páginas na internet devotadas à maravilhosa obra dessa escritora.

    Estou gostando muito dessa série dedicada à discussão a respeito da ideia do belo nas heroínas austenianas. Sempre quis saber como Jane as imaginou, desde que há poucas descrições quanto ao físico das protagonistas. Creio que isso tenha relação com a prioridade que Jane Austen dava ao aspecto psicológico de seus personagens, que era muito mais analisado e discutido do que os traços físicos. De certa forma, sou mais inclinada a esse tipo de abordagem do que àquele que privilegia os aspectos físicos, mas, mesmo assim, gostaria de ter uma ideia melhor de como foram imaginados os personagens.

    O que você disse a respeito dos olhos de Elizabeth faz muito sentido. É bem provável que a autora os tenha descrito de forma ambígua, a fim de provocar o leitor quanto à imagem de Lizzie. E você parece ter captado a essência desse pequenino, porém, significativo detalhe na apresentação da protagonista de Orgulho e Preconceito.

    Continue com o excelente trabalho!

    - Karen

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Karen, fiquei muito feliz com seu comentário! Também penso como vc. Jane Austen falou pouco do aspecto físico dos personagens, pois acredito que o seu foco era mesmo mexer com o comportamento humano e o caráter (ou falta dele) e para isso o aspecto físico, embora não fosse descartado, mas era secundário. Continue nos visitando e comentando! Acho muito bom essa troca de idéias. Abçs.

      Excluir

Não esqueça de deixar seu comentário, estou esperando por ele!